"O som não permanece neste mundo; ele desaparece no silêncio."
Daniel Barenboim

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

YOLANDA MOHALYI

De longe, profundidade. De perto, intimidade. Pedaços de afeto.

2 comentários:

jugioli disse...

Lindos os trabalhos. Fui ver de perto, deliciar-me na profundidade das cores, e ainda com a presença do Sergio Fingermann, orientando sobre as pinturas.

bjs

pm disse...

naquele dia eu tive alguma coisa e perdi, pode? pena. depois fui e voltei algumas vezes e sempre com o gosto de quero mais. bjs